20 março 2008

A busca


"O ocultismo experimenta actualmente um renascimento sem precedentes, quase obscurecendo a luz do espírito ocidental. Não penso em nossas academias e seus representantes. Sou médico e lido com pessoas simples. Sei, por isso, que as universidades não são mais fonte de conhecimento. As pessoas estão cansadas de especialização científica e do intelectualismo racional. Eles querem ouvir a verdade que não limite, mas amplie; que não obscureça, mas ilumine; que não escorra como água, mas que penetre até aos ossos."



C. G. Jung

03 março 2008

Sem véus!


29/6/2004 - 23:21 - Às vezes minhas mãos transformam as angústias em palavras e às vezes... Linhas, traços, círculos... arte! Nunca sei no que vai dar. Só sei que minha vaidade não deixa a arte fluir livremente neste papel virtual. Quero sempre o verso mais bonito, as palavras mais arrebatadoras, as frases mais belas. No entanto tenho uma dificuldade incalculável de escrever, devido ao meu péssimo português e de meu favelado vocabulário. Quando comecei a arriscar? Nós seres humanos só começamos a arriscar quando tudo que tínhamos de mais precioso está em risco.
Meu coração partiu, deixando cacos em forma de sentimento. É como me sinto, nestas regulares noites de insônia. Depois de instantes, já perdidos no tempo, rápidas reflexões me fazem ver que: talvez eu ainda não arrisque o suficiente, que tudo não passa de uma farsa da minha mente e por um eterno instante acredito nisso... Respiro fundo... Volto ao meu entediante ‘normal’. Meu verdadeiro EU encontra-se em uma fenda atemporal que existe bem no meio de meu peito. Nesta fenda, nesta morada 'Existo'. Mas não consigo alcançá-la, apenas deslumbro sua existência e a música me aproxima imensamente ... Minha paixão pela música... Parece falar tão claramnete para mim. Nossa relação é suave, feita de doce água cristalina. Ela me acalma e me traduz. É minha mãe me embalando nestas noites cheias de olhos abertos a me procurar e a encontrar...

Kpaitach
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...