13 junho 2008

Um pouco de Psicossomática



Psicossomática é uma ciência que integra todos os aspectos do ser humano seja eles biológicos, espirituais, sociais, profissionais, familiares, energéticos, políticos, etc.
Com isso, o profissional de saúde que trabalha neste paradigma deverá ter uma visão de homem holística e humanista, reconhecendo que a doença, psíquica e ou somática, é um sinal de desequilíbrio do ser total, podendo se tornar um grande caminho para o rescimento e o restabelecimento da saúde e da evolução do ser.
O verdadeiro psicossomatista vai buscar o sentido dos sintomas ao invés de ir atrás das causas, porque a verdadeira causa, geralmente esta ligada a uma vida sem sentido.

“O corpo é uma arquitetura tissular, geneticamente programada, finita,em permanente construção e desconstrução, pulsando segundo afetos, como tubos dentro de tubos, em suas câmaras e válvulas, sempre em busca de mais vida, inflando e esvaziando, adensando e enrijecendo de acordo com seu grau de tolerância aos ritmos da excitação gerada pelas experiências de amor ou decepção, medo ou agressão, agonia ou prazer”.
(Regina Favre in Keleman, 1992).

O verdadeiro psicossomatista tem uma postura homeopática, pois percebe claramente que o que fere é o que vai curar, lidando com a totalidade biopsicossocial sem o reducionismo materialista, mas de modo vitalista, holista e transdisciplinar, possibilitando, para ele e para o seu cliente, uma reflexão mais ampla sobre as causas,
as razões, as necessidades, o sentido, as potencialidades, o de onde e o para onde a energia está fluindo, questionando, assim, a existência humana, o desequilíbrio e sua conseqüência biopsicossocial.
Entendemos que os sintomas são expressões simbólicas que permitem que o cliente, aquele que se declinou e caiu, reorganize sua vida, incluindo, via de regra, outras dimensões à sua existência, integrando o físico, o psíquico, o energético, o social e o
espiritual como uma unidade de busca, evolução e transcendência.

-------------------------------

Algumas Frases

“Os indivíduos que vivem em permanente estado de tensão, rivalidade e competição, na maioria das vezes, bloqueiam a expressão física deste estados”.



Alexander


“ Se a emoção não se libera, vai agarrar-se aos órgãos, perturbando seu funcionamento. O desgosto que se pode exprimir por meio de gemidos e lágrimas é rapidamente esquecido, enquanto que, o sofrimento mudo, que remói incessantemente o coração, termina por abatê-lo“.



MAUDESLEY
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...