12 março 2009

Budismo e ciência


Quando um cientista estuda uma partícula, tem que usar instrumentos, aceleradores de partícula e outros, mas ele tem que usar a mente também. A maioria dos cientistas fica fora da partícula como um observador, e a partícula se torna o objeto da observação. Mas na experimentação dos praticantes budistas, você não fica fora como um observador. Não pode se estabelecer como observador. Tem que se tornar participante, porque o bloco de sofrimento que você experimenta não é o objeto de sua observação. É você. Você é o bloco de sofrimento. É por isso que o Buda disse para se praticar a contemplação do corpo no corpo, contemplação dos sentimentos nos sentimentos. Não é possível ficar de fora, em pé, observando. Você tem que se tornar uno com o objeto que observa. Esta é a diferença entre ciência e budismo, e os cientistas modernos começaram a ver isso.

 

O físico britânico David Bohm* disse que de forma a realmente entender o átomo você teria que parar de ser apenas um observador. Deveria começar a ser um participante. Isto é muito próximo da disciplina da meditação.

(ler na integra!)


________________


Olá queridos leitores, gostaria de falar um pouco sobre este físico britânico David Bohm.

Para que gosta de estudar e aprofundar em temas como a mente / pensamento, recomento que leia o livro " O pensamento como um sistema" deste cientista.

Tenho certeza que irão gostar muito!


Fiz uma palestra sobre este tema e quem quiser o resumo é só mandar um email para mim que estarei enviando o texto pra vocês!


Grande Abraço


Kpaitach

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...