29 abril 2009

Nutrindo PAZ - continuação


A SEGUNDA NUTRIÇÃO: O ALIMENTO SENSORIAL

O segundo tipo de comida sobre o qual o Buda falou são as impressões sensoriais. Nós comemos com nossos seis órgãos do sentido: nossos olhos, ouvidos, nariz, língua, corpo, e mente. Um programa de televisão é comida; uma conversação é comida; música é comida; arte é comida; outdoors são comida. Quando dirigir pela cidade, você consome e é penetrado por estas coisas sem seu conhecimento ou consentimento. O que você vê, o que você toca, o que você ouve é comida.

Estes artigos de consumo podem ser altamente tóxicos. Há música boa e há artigos de revista bons e programas de televisão que nutrem compreensão e compaixão em nós. Nós os deveríamos desfrutar. Mas muitos tipos de música, programas de televisão e revistas contêm desejo, desespero, e violência. Os anúncios de televisão que você é forçado a assistir são a comida dos sentidos. O propósito deles é fazer você desejar os produtos que eles querem vender e despertar seu desejo. Nós consumimos estes venenos e permitimos que nossas crianças também os consumam, fazendo o medo e o ódio em nós crescer diariamente. Não é um problema de consumir menos ou mais, mas de consumo certo, consumo atento.

Para ilustrar a importância do consumo atento pelos sentidos, o Buda usou a imagem de uma vaca com doença de pele. Uma vaca estava tão doente que ela perdeu virtualmente toda sua pele e era vulnerável onde quer que fosse. Quando a vaca encostava-se em uma árvore, parede ou quando entrava na água, criaturas minúsculas vinham e chupavam o seu sangue. A vaca não tinha nenhum meio de proteção. Se nós não soubermos consumir conscientemente estaremos como uma vaca sem pele, as toxinas de violência, desespero e desejo penetrarão diretamente no âmago de nosso ser.

De acordo com a Associação Psicológica Americana, uma criança americana típica assistirá na sua vida 100.000 atos de violências e 8.000 assassinatos na televisão. Isso é muito. Quando os pais estão tão ocupados e não têm tempo para as crianças, a televisão se torna uma babá perigosa. Desde muito cedo, crianças já começam a consumir sons e imagens muito tóxicos. Elas se tornam as vítimas da violência e do medo.

Há as pessoas que discutem que embora eles tenham assistido filmes de cowboy quando eram jovens, não cresceram violentos. Mas os filmes de cowboy do passado não eram iguais aos filmes de hoje. Os filmes de uma geração atrás tinham um pouco de violência, mas muito menos que os filmes têm agora, e eles comunicavam algum senso de moralidade. Se alguém cometesse um ato de assassinato, iria para prisão. Pelo menos a pessoa que cometia violência não podia escapar. Os filmes agora freqüentemente mostram violência sem conseqüência ou responsabilidade. Em muitos jogos de videogame, as pessoas recebem tiros e são mortas e então vivem novamente como alvos novos. Quando as crianças jogam este tipo de jogo diariamente, fica fácil entender porque elas acabam trazendo uma arma para a escola e atirando nos outros. Este tipo de jogo é infinitamente perigoso. Quando as crianças são pequenas não podem distinguir entre o jogo e a realidade. Como as crianças consomem este tipo de comida dos sentidos diariamente pela televisão e videogame, constantemente estão alimentando a violência na sua consciência.

A América está ficando com cada vez mais raiva a cada dia. Cada vez mais, nós estamos consumindo o tipo de comida sensorial que traz violência e ódio para nossos corpos e mentes. A energia da violência está sendo nutrida nas pessoas em todos os lugares na vida diária. A violência nos subjuga e demanda uma saída.

Nós podemos escolher a comida sensorial que nos cura e nutre ou a que nos envenena. Há certos tipos de livros e artigos que nos fazem sentir muito feliz e nos iluminam depois que os lemos. Certas música ou conversas também; enquanto escutamos nos sentimos inspirados e felizes. Nós podemos escolher consumir artigos que trazem leveza, paz e felicidade em nosso corpo e mente.

Uma conversa simples com outra pessoa pode te levar ao desespero extremo ou pode lhe dar esperança e confiança. Às vezes, depois de escutar alguém falar, você se sente muito deprimido. Conversações podem conter toxinas, assim nós temos que falar e escutar em plena consciência. Para evitar a solidão, você pode ser empurrado a falar com qualquer um. Mas se alguém estiver falando de um modo muito negativo, este tipo de conversação pode o matar. Só escute e fale com pessoas que nutram amor e entendimento em você, a menos que esteja falando com alguém com o propósito exclusivo de ajudá-lo a transformar o seu sofrimento e violência.

O Buda disse que plena consciência é a capacidade de voltar ao que está acontecendo no momento presente. Nós podemos estar atentos ao que estamos consumindo. O modo que nós produzimos e consumimos nos está destruindo e também aos jovens e a nossa nação inteira. Todo mundo pode praticar plena consciência para mudar isto. Como pais, professores, diretores e jornalistas nós temos que observar para ver se estamos contribuindo com o propósito de crescimento da violência pelo modo como vivemos nossas vidas diárias. Todos têm que compartilhar seu insight, para que nosso despertar coletivo possa nos ajudar a parar este caminho de destruição.

Nosso Congresso e nossa nação inteira podem praticar olhar em profundamente a natureza do que consumimos diariamente. Nós elegemos os membros do Congresso e podemos lhes pedir que façam leis para proibir a produção tóxica. Nós podemos falar com nossas famílias e comunidades e podemos fazer um compromisso de consumo atento e inteligente de comidas e artigos culturais. Consumindo conscientemente é o único modo para proteger a nós mesmos e à nossa sociedade da violência que está nos subjugando. Quando consumirmos conscientemente, recebemos nutrição e cura em nossa vida diária que nos permite abraçar e transformar a nossa dor e violência. Então saberemos o que fazer para a Terra se tornar um lugar seguro para nós, nossos filhos e as outras crianças. Esta é a real prática de paz.
Sangha Virtual
Estudos Budistas
Tradição do Ven. Thich Nhat Hanh
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...