07 abril 2009

Teoria dos tipos psicológicos Junguianos

A teoria dos tipos psicológicos Junguianos e suas semelhanças com os tipos constitucionais Coreanos

1. TIPOS PSICOLÓGICOS – C.G. JUNG

Jung identificou quatro funções psicológicas fundamentais:
- Pensamento.
- Sentimento.
- Sensação.
- Intuição

Estas funções podem ser experimentadas de maneira INTROVERTIDA ou EXTROVERTIDA.

1.1 INTROVERSÃO E EXTROVERSÃO

- PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA INTROVERSÃO:

O movimento da energia consciente é em direção ao mundo interior.
A realidade interior é de vital importância. “Costuma ser caracterizada por uma natureza vacilante, meditativa, reservada, isolada dos outros, recua diante dos objetos e está sempre na defensiva”.
Há o “medo do objeto”.
A força motivadora (julgamentos, percepções, sentimentos, afeto e ações) vem de fatores internos ou subjetivos.
As pessoas introvertidas são conservadoras, preferem o lar e amigos íntimos. Considera o extrovertido um fanfarrão superficial.

- PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA EXTROVERSÃO

O movimento da energia consciente é em direção ao mundo exterior.
O objeto (as coisas, as outras pessoas), a realidade exterior é de vital importância. “Costuma ser caracterizado por uma natureza saliente, franca, que se adapta com facilidade às situações propostas, estabelece rapidamente ligações e, pondo de lado qualquer tipo de apreensão arrisca-se, com despreocupada confiança, a viver situações desconhecidas”.
Há o “medo do que está dentro”.
Suas forças motivadoras são os fatores externos. As pessoas extrovertidas gostam de viajar, de encontrar novas pessoas, de conhecer novos lugares. São aventureiros e têm vida social intensa.
Considera o introvertido desmancha prazeres, maçante e negativo.

1.2 AS QUATRO FUNÇÕES

Jung chamou de FUNÇÕES RACIONAIS OU DE JULGAMENTO, o pensamento e o sentimento, e de FUNÇÕES IRRACIONAIS OU DE PERCEPÇÃO, a intuição e a sensação.

1.2.1 FUNÇÕES RACIONAIS (DE JULGAMENTO)

PENSAMENTO (FOGO)

É racional por ser função de discriminação lógica (julgamento). Refere-se ao processo de pensamento cognitivo. Nos diz do que se trata aquilo que existe. São tipos reflexivos, são planejadores. Julgam em termos de lógica e eficiência.

SENTIMENTO (ÁGUA)

É racional porque avalia do que gostamos. É discriminatória e reflexiva. É a função do julgamento ou da avaliação subjetiva. Nos dá o valor. Tomam decisões de acordo com um julgamento de valores próprios: bom ou mau, certo ou errado.
Preferem emoções fortes e intensas, ainda que negativas, a experiências “mornas”.

1.2.2 FUNÇÕES IRRACIONAIS (DE PERCEPÇÃO)

SENSAÇÃO (TERRA).

Vê o que está no mundo exterior. É a percepção através dos órgãos dos sentidos. Nos assegura que algo existe.

INTUIÇÃO (AR-METAL)

Vê (capta) o que está no mundo interior. É a percepção através do inconsciente.
Nos dá um palpite do que podemos fazer com isso.

1.2.3 FUNÇÃO SUPERIOR E FUNÇÃO INFERIOR

O ideal seria ter acesso consciente à função exigida ou apropriada para cada circunstância, mas não há controle consciente. Cada pessoa tem uma função fortemente dominante, chamada de SUPERIOR OU DOMINANTE, e a mais utilizada, porque é onde o indivíduo tem mais facilidade.
Outras são relativamente INFERIORES.

As FUNÇÕES INFERIORES permanecem num estado mais ou menos primitivo e infantil, às vezes semiconsciente ou totalmente inconsciente.

A FUNÇÃO INFERIOR guarda uma grande concentração de vida (sombra), e a pessoa tem pouco entendimento ou controle sobre ela. Na meia idade, aspectos da personalidade sempre negligenciados são cobrados. Este processo gera sofrimento, pois para elevar a função inferior ao nível da consciência, é necessário inferiorizar a função superior.

A FUNÇÃO INFERIOR é autônoma.

Ex: vai desde a paixão até a raiva cega (desequilíbrio no eixo madeira-metal do tipo I).

Temos também a FUNÇÃO AUXILIAR, que é consciente e parcialmente desenvolvida. É de natureza diferente da superior, porém não antagônica.

FUNÇÃO RACIONAL + FUNÇAO IRRACIONAL E VICE VERSA.

Ex: PENSAMENTO PRÁTICO está associado à SENSAÇÃO PENSAMENTO FILOSÓFICO, CIENTÍFICO está associado à INTUIÇÃO.INTUIÇÃO ARTÍSTICA está relacionada com o SENTIMENTOINTUIÇÃO FILOSÓFICA sistematiza sua visão através do PENSAMENTO.

Quanto mais desenvolvidas e conscientes forem às funções dominante e auxiliar, mais profundamente inconscientes serão seus opostos.


2. CARACTERÍSTICAS DOS PRINCIPAIS TIPOS PSICOLÓGICOS JUNGUIANOS E SUAS CORRELAÇÕES COM OS TIPOS CONSTITUCIONAIS COREANOS

2.1 INTUIÇÃO EXTROVERTIDA (METAL – TIPO I – TAI YANG)

EXCESSO EM METAL E FALTA EM MADEIRA

EXCESSO EM METAL

Tem grande facilidade em perceber o que está acontecendo nos bastidores. Ele vê através da camada externa. Onde a sensação vê uma coisa ou pessoa, o intuitivo vê a sua alma. Há uma maior conexão com o céu do que com a terra (excesso em metal-ar).
Está sempre a espreita de novas oportunidades e entedia-se com as coisas como elas são. A dificuldade está no elemento (madeira-terra), o que significa que as questões referentes ao dia a dia tomam uma proporção de dificuldade maior do que para os outros tipos.
Dão pouca atenção ao corpo, não percebendo quando estão cansados ou famintos.
Para por em prática as possibilidades da intuição, é necessário o pensamento (fogo) e a sensação (madeira).. Como a madeira gera o fogo e provavelmente este também é deficiente, isto explica a falta de praticidade que lhes é atribuída, sendo às vezes subjetivo demais aos olhos dos outros tipos.

2.2 INTUIÇÃO INTROVERTIDA (METAL – TIPO I – TAI YANG)

EXCESSO EM METAL E FALTA EM MADEIRA

FALTA EM MADEIRA

Em uma vertigem, o indivíduo sensação perceberá todas as sensações corporais, o já o intuitivo exploraria cada detalhe das imagens suscitadas pelo distúrbio. Todo o intuitivo tem a capacidade de pressentir o futuro, mas o introvertido se dirige para o interior como os profetas, poetas, artistas, xamãs. São confusos, perdem-se facilmente, esquecem coisas e compromissos. Tem dificuldade sexual pela pobre noção sobre o seu corpo e do parceiro. A função Sensação (inferior) leva a uma natureza sensual, libidinosa e, devido à carência de julgamento, acaba fazendo alusões sexuais obscenas e socialmente inadequadas.

2.3 PENSAMENTO EXTROVERTIDO (FOGO – TIPO II – SHAO YANG)

EXCESSO EM FOGO – FALTA EM ÁGUA

HIPERENERGIZAÇÃO EM FOGO

O indivíduo tem a vida governada pelo pensamento. É condicionado por dados objetivos transmitidos pela percepção sensorial.
É organizado, faz funcionar (fogo), percebe o que está errado em um projeto, por ex.. Seus parâmetros básicos são as idéias, os ideais, as regras e os princípios objetivos.

Pouca atenção é dada ao sujeito em questão. O difícil é a ligação com o outro. É o indivíduo que está na frente em uma batalha (guerra, por ex.), é o executivo, o professor com uma linha lógica de raciocínio.

2.4 PENSAMENTO INTROVERTIDO (FOGO – TIPO II – SHAO YANG)

EXCESSO EM FOGO – FALTA EM ÁGUA

REDUÇÃO DE ENERGIA EM ÁGUA

Não é prático. Tende a ser mais teórico porque o fogo que tem a propriedade de expansão; como se trata de um introvertido, ele fica contido (para dentro), então não se expande (para fora) como no tipo pensamento extrovertido, o que traria a objetividade e a praticidade característica deste último.
Podem se perder na fantasia. Criam teorias aparentemente baseadas na realidade, mas na verdade, estão vinculadas a uma imagem interior (o fogo está contido).. Na perseguição de suas idéias, geralmente são teimosos e nada sujeitos a influências. Não possuem a maleabilidade da água.. São pesquisadores.

FUNÇÃO INFERIOR: SENTIMENTO EXTROVERTIDO:

Amam, mas não sabem como expressar. Às vezes não sabem como se sentem. Desvia-se da pessoa que ama, como se ela fosse um elemento perturbador. A água é o elemento que traz a facilidade com as emoções e as respostas do sentimento.


2.5 SENSAÇAO EXTROVERTIDA (TIPO III – TAI YIN)

EXCESSO EM MADEIRA E FALTA EM METAL

EXCESSO EM MADEIRA

A pessoa está mais conectada com a terra (excesso em madeira), então tem a percepção dos fatos objetivos bem desenvolvida, mas tem pouca paciência com a realidade abstrata (falta em metal - ar).
A pessoa depende dos objetos. Sua reação depende do próprio objeto. Procurará pessoas ou situações que provoquem fortes sensações.
A percepção dos fatos objetivos é bem desenvolvida, mas tem pouca paciência com a realidade abstrata. Mestres em pequenas coisas, são organizados, não esquecem de compromissos e são pontuais.Não perdem as coisas e não esquecem.
Bom gosto estético. Gostam de esportes e festas. São os profissionais de moda, atletas, etc.
Seu amor depende do atrativo físico da pessoa amada. As vontades, sentimentos e pensamentos do outro não importam, mas vêm detalhes como novo penteado. A intuição inferior leva a pensamentos de desconfiança, verão possibilidades de desgraças, idéias sombrias.


2.6 SENSAÇAO INTROVERTIDA (TIPO III – TAI YIN)

EXCESSO EM MADEIRA E FALTA EM METAL

FALTA EM METAL

É guiado pela intensidade da sensação subjetiva. Como uma chapa fotográfica que capta minúcias: como o outro se sente, expressão do rosto, etc.
O extrovertido retrataria um reflexo realista do objeto, o introvertido a impressão provocada pelo objeto. Em um trabalho artístico, por ex, o extrovertido se ateria a cada detalhe do objeto, já o introvertido a impressão provocada pelo objeto no sujeito (impressionistas franceses).
Sua calma se deve a uma desconexão com o objeto, que é substituído por uma reação subjetiva, que não é a realidade do objeto.
Pouca capacidade racional de julgamento para classificar as coisas. Pouco capaz de compreensão objetiva, não compreendendo a si próprio. Voltado para o aqui agora, não conseguem imaginar o que vem depois.

Função inferior: Intuição extrovertida. Ex: Fantasias proféticas sombrias e visões interiores que se contrapõem a sua disposição de por os pés no chão.
2.7 SENTIMENTO EXTROVERTIDO (TIPO IV – SHAO YIN)

EXCESSO DE ÁGUA – FALTA DE FOGO

FALTA EM FOGO

É orientado pelos dados objetivos e geralmente em harmonia com os valores objetivos (como o pensamento). Procura relações harmoniosas com o ambiente. Não precisam pensar se algo ou alguém lhes importa. Eles sabem. O pensamento está subordinado ao sentimento. Conclusões lógicas que perturbem o sentimento são ignoradas.
PENSAMENTO é arcaico, infantil, negativo. Às vezes têm pensamentos negativos acerca de pessoas que lhe são valiosas.


2.8 SENTIMENTO INTROVERTIDO (TIPO IV – SHAO YIN)

EXCESSO DE ÁGUA – FALTA DE FOGO

EXCESSO DE ÁGUA

Pessoa difícil de se compreender, pois seu exterior revela pouco, assim como a água que toma a forma que lhe é dada. Dão a impressão de não possuírem nenhum sentimento. Torna a pessoa reservada e de difícil acesso. Como defesa, lança julgamentos negativos ou é indiferente. Raramente estas pessoas são sinceras a respeito do que sentem.
Exibem um sistema de valores irrepreensível, possuem um modelo impecável de normas valorativas a ponto de nos obrigar a que nos comportemos decentemente na sua presença.
Não se destacam e não se exibem. Têm uma aparência de autoridade. Evitam festas, porque sua função avaliadora paralisa muitas pessoas.
Temperamento propenso à melancolia.

PENSAMENTO EXTROVERTIDO inferior, primitivo – tende a ser redutivo.

Este texto foi parcialmente extraído e adaptado do artigo “PSICOLOGIA E
ACUPUNTURA” escrito por Marina Paesano – psicóloga acupunturista e editado na
Revista Jung e Corpo de Psicologia Analítica ANO II no. 2 - 2002
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...