15 abril 2009

Verdadeiramente vivos


Quase todos nós carregamos nosso cadáver quando estamos caminhando por aí. Não estamos verdadeiramente vivos, não estamos verdadeiramente despertos. É muito fácil se você quiser despertar e tornar-se uma pessoa viva. No cristianismo, há o conceito de ressurreição. No budismo, ressurreição é uma prática, não uma cerimônia. Quando ouvimos o som do sino nós podemos ressuscitar. Um único passo ou respiração pode nos ressuscitar.

Quando olhamos ao nosso redor, podemos ver aqueles dentre nós que estão vivos ou mortos. Podemos estar junto de alguém, mas essa pessoa não se dá conta de que estamos lá, porque ela está perdida em suas memórias, sua raiva, sua tristeza. Cada momento pode ser um momento de ressurreição, mas não estamos presentes para experienciá-lo.


Thich Nhat Hanhdo


livro Nothing to Do, Nowhere to Go - Waking Up to Who You Are (Parallax Press, 2007), tradução deste blog; o texto original foi publicado no blog irmão zentobe.


Retirei do Blog: Para ser Zen
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...