11 maio 2009

Nutrindo Paz - continuação ...


A QUARTA NUTRIÇÃO: CONSCIÊNCIA

O quarto tipo de comida é a consciência. No Budismo nós falamos de consciência como tendo dois níveis. O nível mais baixo é chamado consciência armazenadora e o nível superior é chamado consciência mental. Quando nós pensamos, calculamos ou sonhamos, estamos trabalhando no nível da consciência mental. A consciência mental é como uma sala de estar. Debaixo está um porão muito grande, a consciência armazenadora. Tudo que você não gosta põe embaixo no porão. A consciência armazenadora guarda tudo na forma de sementes. É como a terra, se você molhar essas sementes, elas brotam.

Cinqüenta e um tipos de sementes, saudáveis e não saudáveis vivem na consciência armazenadora. Sementes saudáveis são sementes de amor, perdão, generosidade, felicidade e alegria. Sementes não saudáveis incluem ódio, discriminação e desejo. De acordo com a psicologia budista, quando estas sementes se manifestam são chamadas formações mentais. Por exemplo, nossa raiva é uma formação mental. Quando não estiver se manifestando, nós não nos sentimos bravos. Mas isto não significa que a semente de raiva não está em nós. Todos temos a semente de raiva que dorme em nosso porão, nossa consciência armazenadora. Nós podemos brincar e podemos nos divertir e não sentimos raiva, mas se alguém vem e rega a semente de raiva em nossa consciência armazenadora, ela começará a brotar e entrará em cima na nossa sala de estar. No princípio era só uma semente, mas uma vez que foi regada, surgirá e se tornará a formação mental de raiva, levando embora toda a nossa felicidade.

O Buda usou a seguinte imagem para ilustrar o quarto tipo de nutrição. Um criminoso estava preso. O rei deu a ordem para apunhalá-lo com cem facadas. O criminoso não morreu. O mesmo castigo foi repetido ao meio-dia, e pela noite. Ainda assim, ele não morreu. O castigo foi repetido no dia seguinte, e no próximo. Da mesma maneira, nós nos permitimos apunhalar a nós mesmos centenas de vezes por dia através de formações mentais negativas. Quando qualquer semente se manifesta em nossa consciência mental, nós a absorvemos e isto é chamado alimento de consciência, a quarta nutrição. Se nós permitirmos que a raiva entre em nossa consciência mental e fique durante uma hora inteira, durante toda aquela hora nós estaremos comendo raiva. Quanto mais nós comermos raiva, mais a semente da raiva cresce. Se a semente de bondade surge em sua consciência mental, e você puder manter ela lá durante uma hora inteira, então durante aquele tempo você estará consumindo uma hora inteira de bondade.

Nós podemos ajudar uns aos outros regando as sementes saudáveis em nossa consciência armazenadora. Nós podemos dizer aos que estão próximos a nós, "Querido, tenhamos cuidado para não regar as sementes não saudáveis em nós. Reguemos só as sementes saudáveis em nós e então poderemos dar alimento nutritivo para nossa consciência." Quando nós regamos sementes de perdão, aceitação e felicidade na pessoa que amamos, estamos lhe dando alimento muito saudável para a sua consciência, como se nós estivéssemos cozinhando uma refeição saudável deliciosa para ela. Mas se nós constantemente regamos a semente de ódio, desejo e raiva dentro nosso amado, nós estaremos o envenenando.

Nós poderíamos nos sentar com nossa família e escrever um acordo que todo mundo pudesse assinar junto, comprometendo a regar as sementes saudáveis uns nos outros. Se nós pudermos praticar deste modo então nossos filhos poderiam praticar também. Um acordo assim poderia ser a fundação de nossa felicidade. Se você se nutrir com as quatro nutrições, ao consumir uma dieta saudável de alimentos comestíveis, sensações, desejos, e formações mentais, então você e seus familiares se beneficiarão de modo concreto. Budismo passa a não ser apenas ensinamentos abstratos, mas algo que muda sua vida diária.

O Buda disse, "Nada pode sobreviver sem comida”. Esta é uma verdade muito simples e muito profunda. Amor e ódio ambos são coisas vivas. Se você não nutrir seu amor, ele morrerá. Se você cortou a fonte de nutrição para sua violência, sua violência morrerá. Se você quiser que seu amor dure, você tem que alimentá-lo diariamente. Amor não pode viver sem comida. Se você negligenciar seu amor, depois de um tempo ele morrerá e o ódio pode surgir. Você sabe nutrir seu amor?

Se nós não dermos comida ao ódio, ele também morrerá. Ódio e sofrimento crescem mais porque diariamente nós os nutrimos, lhes dando mais comida. Com que tipo de comida você tem nutrido seu desespero e seu ódio? Se você estiver deprimido, você pode não ter nenhuma força e nenhuma energia sobrando. Você pode sentir que quer morrer. Por que você se sente assim? Nossa depressão não vem do nada. Se nós pudermos reconhecer a comida que nutriu nossa depressão, podemos deixar de consumi-la. Dentro de algumas semanas nossa depressão morrerá de fome. Se você não sabe o que está regando sua depressão, continuará fazendo as mesmas coisas diariamente. O Buda disse que se nós soubermos como olhar profundamente em nosso sofrimento e reconhecer o que o alimenta já estamos no caminho de libertação.

A saída para o nosso sofrimento é consumo consciente, não só para nós mesmos, mas para o mundo inteiro. Se nós soubermos regar as sementes de sabedoria e compaixão em nós, estas sementes se tornarão fontes poderosas de energia que nos ajudarão a perdoar os que nos feriram. Isto trará alívio à nossa nação e ao nosso mundo.

(Traduzido do livro “Calming the fearful mind” – Thich Nhat Hanh –por Leonardo Dobbin)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...