27 março 2012

What a Wonderful World





"What a Wonderful World" [1970 Spoken Introduction Version] along with Oliver Nelson's Orchestra is a song written by Bob Thiele (as George Douglas) and George David Weiss. It was first recorded by Louis Armstrong and released as a single in 1968. Thiele and Weiss were both prominent in the music world (Thiele as a producer and Weiss as a composer/performer). Armstrong's recording was inducted in the Grammy Hall of Fame in 1999. Intended as an antidote for the increasingly racially and politically charged climate of everyday life in the United States, the song also has a hopeful, optimistic tone with regard to the future, with reference to babies being born into the world and having much to look forward to. The song was initially offered to Tony Bennett, who turned it down. Thereafter, it was offered to Louis Armstrong.

"Some of you young folks been saying to me," Hey Pops, what you mean 'What a wonderful world'?How about all them wars all over the place? You call them wonderful?
And how about hunger and pollution? That ain't so wonderful either."
Well how about listening to old Pops for a minute. Seems to me, it aint the world that's so bad but what we're doin' to it.
And all I'm saying is, see, what a wonderful world it would be if only we'd give it a chance. Love baby, love. That's the secret, yeah. If lots more of us loved each other, we'd solve lots more problems. And then this world would be better.
That's wha' ol' Pops keeps saying."



I see trees of green, red roses too
I see them bloom, for me and you
And I think to myself
What a wonderful world

I see skies of blue, and clouds of white
The bright blessed day, dark sacred night
And I think to myself
What a wonderful world

The colors of the rainbow, so pretty in the sky
Are also on the faces, of people going by
I see friends shaking hands, sayin', "How do you do?"
They're really sayin', "I love you"

I hear babies cryin', I watch them grow
They'll learn much more, than I'll ever know
And I think to myself
What a wonderful world

Yes, I think to myself
What a wonderful world
Oh yeah!

Habilidades para a vida - Alimentação!


Fonte: _dharmalog

Essa palestra do chef inglês Jamie Oliver no TED Talk é um dos mais engajados e inspirados discursos pela saúde na alimentação que eu vi nos últimos anos, e vem de um competente profissional do ramo, que vem se dedicando há 7 anos a trabalhar em casas, escolas e restaurantes pela reforma do panorama alimentar na Inglaterra e nos Estados Unidos. “Temos uma pavorosa, pavorosa realidade agora mesmo. Doenças relacionadas à dieta são o maior matador nos Estados Unidos, agora mesmo, aqui, hoje. Este é um problema global. É uma catástrofe. Está se espalhando pelo mundo”. Como é bem evidente na energia que Jamie coloca nessa palestra, o ignorância alimentar é um dos maiores elefantes que mantemos em nossas salas (e cozinhas…). Além do grave problema do fast-food, que persiste, há negligência das grandes cadeias de supermercados, dos restaurantes corporativos, há uma cultura crescente de não mais se cozinhar em casa e em família, e ainda mais grave são as dietas deficientes e não-instrutivas nas escolas.
Numa das cenas que Jamie mostra no telão, crianças de aparentemente 5-6 anos de idade em uma escola tentam dar nomes a vegetais que são mostrados, como tomate, beringela e repolho, mas muito poucas sabem responder. “A realidade é, o alimento que seus filhos consomem a cada dia é fast food, é muito processado, não há alimentos frescos suficientes neles, de modo algum. Vocês sabem, a quantidade de aditivos, códigos numéricos, ingredientes em que vocês não acreditariam… Não há vegetais suficientes de modo algum. Até batatas fritas são consideradas vegetais”, diz Oliver.
Jamie propõe mudanças pragmáticas e possíveis em setores como supermercados e escolas, dando exemplos e quantificando financeiramente a mudança. Entre as sugestões mais educativas e simples, estão a proposta de um embaixador da alimentação nos supermercados e a de fazer as crianças sairem da escola sabendoao menos 10 receitas que as ajudem a sobreviver com saúde. “Habilidades para a vida”, defende, sob aplausos.
“Meu desejo é que vocês apoiem um forte movimento sustentável para educar cada criança sobre alimentação, para inspirar as famílias a cozinharem novamente, e motivas as pessoas em toda parte a combater a obesidade”.
Jamie Oliver, Vencedor do TED Prize 2011
LINK DO VÍDEO



UNIVERSO


O Facto Mais Surpreendente Sobre o Universo26 de Março de 2012


Um leitor da revista TIME perguntou ao astrofísico Neil deGrasse Tyson qual era, na sua opinião, o facto mais surpreendente sobre o Universo. Vejam a sua resposta neste incrível vídeo! (Não se esqueçam de activar as legendas!)

08 março 2012

Sheng-yen


Muito conhecimento conduz à super-atividade;
É melhor acalmar a mente.
Quando mais você considera, maior é a perda;
É melhor unificar a mente.
O pensamento excessivo enfraquece a vontade;Quando mais você sabe, mais a sua mente fica confusa.Uma mente confusa faz surgir a irritação;O enfraquecido obstruirá o caminho. 
Não diga que não há mal nisso;
A dor resultante pode durar para sempre.
Não pense que nada há a temer;
As calamidades agitam-se como as bolhas em uma panela fervente.
 
A água gotejando incessantemente
Preencherá os quatro oceanos.
As manchas de poeira não varridas
Se tornarão as cinco montanhas
[Ching-shan, Pei-shan, Nan-shan, a montanha do rei Ashoka e T'ai-po-shan].
 
Proteja os galhos para salvar as raízes;
Apesar de ser uma questão pequena, não é trivial.
Feche os sete orifícios [os dois olhos, os dois ouvidos, as duas narinas e a boca],
Fecha os seis sentidos [a visão, a audição, o olfato, o paladar, o tato e a consciência].
 
Não preste atenção às formas,
Não ouça os sons.
Ouvindo os sons, você se torna surdo;
Observando as formas, você se torna cego.
A literatura e a arte
Nada mais são que mosquitos ocupados no ar;
A técnica e a habilidade,
Uma lamparina solitária ao sol.
 
Aqueles capazes e talentosos
São realmente companheiros estúpidos.
Descartando o puro e o simples,
Eles afogam muita beleza.
 
A consciência é um cavalo indomado,
A mente é um macaco teimoso.
Se a mente estiver superativa,
O corpo ficará doente e morrerá.
 
A conduta errônea termina na delusão;
Aqueles que seguem por este caminho tornam-se atolados na lama.
Considerar a habilidade como preciosa
É chamado "confusão".
 
Exagerar a indelicadeza e a habilidade arqueada
Não conduz à grande virtude.
De muita fama, mas com pouca contribuição,
Suas reputações desintegram-se rapidamente.
 
Meramente ler livros
Não é de valor duradouro.
Ser orgulhoso internamente
Traz a inimizade dos outros.
 
Usar a fala
Ou palavras escritas
Para ganhar o louvor dor outros
É algo muito repulsivo.
 
O que as pessoas comuns consideram como auspicioso
O sábio toma como mal.
O deleite obtido é passageiro,
Mas a tristeza é duradoura.
 
Esteja consciente das sombras e rastros;
Quando mais você os deixar, melhor.
Sentando-se ereto à sombra de uma árvore,
Nem rastros nem sombras permanecem.
 
As preocupações do nascimento e o estresse da velhice
São produtos dos seus próprios pensamentos.
Se o pensamento da mente for terminado,
O nascimento e a morte serão cortados para sempre.
 
Não morto, não nascido,
Sem forma ou nome,
O caminho é vazio e tranqüilo.
Os fenômenos miríades são iguais.
 
O que é de valor? O que é barato?
Onde está a vergonha ou a glória?
O que é excelente ou inferior?
Como pode haver pesado e leve?
 
O céu claro coloca pureza na vergonha.
Nenhum brilho compara-se ao sol brilhante.
Estável como o monte T'ai,
Firme como um muro dourado.
 
Respeitosamente apresento este poema a todos os virtuosos,
De modo que este caminho permaneça para sempre.

(Adaptado de Sheng-yen, The poetry of enlightenment: Poems by ancient
Ch'an Masters. Elmhurst: Dharma Drum Publications, 1987. Pág. 9-12.)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...